Vamos conversar?                       

contato@gabrielaschneider.com       Tel 51 - 98128.4220

@2017 by KDZ Web Sites

Please reload

Casamento Karen e Leo - Decoração de A até Z

Preparem-se, post enorme, mas que valerá a pena (espero) prometo!
 

Quero tentar neste post mais que dividir com vocês um lindo casamento,  mas sim mostrar como partimos de referencias, ideias (malucas) criativas e chegamos a resultados deslumbrantes.
 

Bom a Karen é uma menina doce cheia de energia, daquelas pessoas que a gente conhece, conversa e fica empolgada só de ver tamanha empolgação. Assim que nos conhecemos pensei que o casamento dela precisava transmitir isso, romantismo, delicadeza, assim como muita energia, movimento, alegria e descontração. Em uma das primeiras reuniões quando disse para ela que a achava romântica/descolada ela riu, mas ela é isso tudo sim e o casamento foi bem isso, lindo, romântico, cheio de energia e descolado!
 

A Karen e o Leo estiveram sempre totalmente abertos as minhas ideias mais malucas, e as propostas aparentemente mais desconexas. Quando eu disse que ela teria todas as nuances de madeira, branco, dourado, azul, amarelo, verde, rosa, lilás, seis estampas e mais cinco padronagens, além de vários tipos de cadeiras ela não se assustou. Me presenteou com o benefício da dúvida e topou experimentar algumas coisas nas empresas de locação. Cinco minutos na Locare e ela estava convencida não só com toda aquela mistura como em mandar fazer mais jogos americanos amarelos lisos, já que não encontramos nada para alugar dentro do que gostaríamos.
 

Mas como usamos isso tudo ao mesmo tempo e ficou lindo, coerente e coeso?
 

Tínhamos mesas redondas atoalhadas, com toalhas de linho rústico liso e nude com arranjos lindos em sopeiras de porcelanas estampadas, e cadeiras dior brancas. Nestas mesas, como as toalhas e as cadeiras eram mais pálidas, o arranjos eram mais ‘aparecidos‘ em um colorido mais forte. Cada mesa redonda com um tipo de sopeira e uma mistura específica de flores.

 

Usamos também mesas quadradas de madeira. Com estas mesas usamos cadeiras dior douradas – sim a cadeira tida como mais pomposa/tradicional, usada em um casamento super colorido, descontraído e diurno e ficou lindo e totalmente coerente com o conceito! Notem como o dourado junto com a madeira rústica/escura não ‘grita‘.
 

Já que tínhamos a madeira e o dourado – que juntos ficam discretos sim senhor - optamos por cada mesa ter uma cor diferente de jogo americano e taças. Mesclamos padronagens e estampas, mas sempre a mesma cor predominava em cada mesa. Os arranjos acompanhavam o formato da mesa, eram coloridos e iguais.

 

E para arrematar esta lindeza toda tínhamos duas mesas de madeira retangulares de nove metros de comprimento cada! Nestas mesas as cadeiras eram tiffany em quatro cores diferentes, meticulosamente misturadas para ficarem com uma carinha de pegamos, misturamos meio sem querer e ficou lindo. Aqui tínhamos todos os jogos americanos usados nas mesas quadradas e mais algumas outras padronagens. Usamos muitos arranjinhos em garrafinhas, latinhas, faixas de renda, pérolas, velas curtas, velas longas, formando um conjunto longo e estreito como as mesas.

 

 

 

 

 

 

 

E vocês notaram os fios de luz sobre as mesas retangulares? Muito amor, todo amor por eles! A Karen queria luzinhas no casamento, na cerimônia mais precisamente, o meu amor por luzinhas é internacionalmente conhecido, mas eu a desaconselhei. Sim, para surpresa geral da nação eu fui contra as luzinhas na cerimônia. Mas eu explico; a cerimônia da Karen e do Leo foi de dia, embaixo de uma linda figueira, com muito verde e outros aspectos decorativos bem marcantes e bonitos. Naquele contexto fios de luz não só não teriam grande destaque, já que seria de dia, como por aparecer mais o fio do que a luz, poderia carregar e prejudicar mais que embelezar.
 

Como a ideia era uma cerimônia no final da tarde e a festa noite a dentro, propus usarmos os fios de luz na área do jantar. Com isso decidido projetei dois fios de luz sobre cada uma das duas grandes mesas retangulares, assim os fios iriam ressaltar o aspecto longilíneo das mesas, iriam dar um destaque especial para as mesas – já que dois fios de luz com lâmpadas incandescentes iriam iluminar relativamente bastante – mantendo a ideia de uma iluminação quente. O conjunto das longas mesas como cadeiras diversas, muitas cores e padronagens, uma iluminação caprichada quente e intimista reforçou a ideia de festa de família cheia de amor e afeto.

 

 A mesa dos noivos era ainda mais linda, diferente de todas as outras e super especial. Mesa retangular de madeira, sousplats dourados e trabalhados, guardanapos bordados com a ID do casamento e os arranjos de flores em um jogo de chá que a Karen comprou em um antiquário. Lindo, né?

 

Vocês repararam que para ajudar a ‘amarrar‘ tudo, usamos em todas as mesas (menos a dos noivos que sempre é um caso a parte!) os mesmos sousplats em material natural, rústico clarinho,  mais delicado e refinado, assim como guardanapos em linho bege escuro arrematado com uma cordinha rústica com um laço despojado e mini medalinhas douradas com a ID deles?! Sim a minha vontade era cutucar cada convidado e mostrar esta medalinha fofa!

Ainda no interior da casa tivemos uma sala de doces com uma mesa linda, colorida e super romântica! Na mesa de doces escolhemos vasos de porcelana com mais de uma estampa diferente.

 

 

 

Cristaleira com fotos do casamentos dos pais e das Nonas? Sim nós temos! Ver as Nonas emocionadas olhando as fotos não tem preço!

Pedido de casamento feito em Paris, amor total e absoluto pela mais linda e romântica cidade do planeta? Logo, macarons não poderiam faltar. Mas não foi só isso, as caixinhas da Ladurée trazidas pelo noivo e pela Wedding Planner que vos fala direto da cidade luz, a pedido da noiva, deram o toque final. Tudo isso sobre toalhas de crochê que estão há anos na família da Karen.

Pausa dramática para o trio de bolos mais fofos, e apetitosos do mundo! Foco nos três tipos de topo de bolo, queridos de mais.

 

 

Na parte externa da casa – no jardim – fizemos a cerimônia, no final da tarde. Quando começamos a pensar na decoração da cerimônia a Karen perguntou sobre quais flores, como poderíamos fazer os arranjos, se seriam nas cadeiras, no corredor,… E eu lancei uma bomba, ‘e se não usássemos flores?‘ Calma, sigam o raciocínio. Casamento colorido, cheio de energia, romântico em um local já cheio de verde, flores e beleza natural, com uma ID em forma de coração, ok? Quem sabe fazemos um caminho de corações de papel coloridos?!

Sim, ela topou!

Para coroar esta cerimônia linda até dizer chega quem sabe um arco de flores? Uma referência bem antiguinha que com bouganvilles pink ficou bem dentro do conceito do romântico + cheio de energia + descolado.

 

Depois desta foto preciso contar sobre esta beleza em forma de coroa de flores. Quando a Karen veio com a dúvida do que usar na cabeça eu sugeri uma coroa de flores e, por incrível que pareça, dentre todas as minhas invencionices esta foi umas das que ela mais resistiu. Eu acredito, sobretudo, que desejo de noiva é lei, se uma noiva quer A será A e fim de papo, maaasss neste ponto ela estava mais insegura e confusa que decidida.
 

Na minha cabeça ela ficaria perfeita com a grinalda de flores, o seu rostinho de boneca, os cabelos soltos e ondulados, tããão a cara dela e do casamento! Ela pensava em um coque bem clássico, bem princesa. E ela teve os dois! O que para mim já valeria o casamento inteiro foi ouvir do noivo, nas suas primeiras palavras depois da cerimônia que depois de vê-la assim ‘com estas flores na cabeça eu não me segurei‘. Muito amor, todo amor!

 

Na cerimônia não tivemos os fios de luz, mas tivemos um lustre de cristal pendurado na árvore, naquela linha do meio assim como quem não quer nada temos um lustre de cristal na árvore!

Além de toda a beleza do local, aproveitamos os lounges ao ar livre para adicionar mais um pouco de beleza, delicadeza e energia. Algumas molduras penduradas nas árvores, mais alguns corações, mesinha com pé de máquina de costura antiga e lá estava mais um espaço lindo e cheio de amor.

 

 

Um belo dia uma wedding planner maluca te propõe fazer um jardim de grandes balões com gás hélio, e tu noiva corajosa topa! Lá fomos nós pesquisar grandes balões incolores, alugar cilindro de gás e pedir para um pai (obrigada pai!) não só enchê-los como amarrá-los em alturas diferentes (e específicas) além de ficar fugindo com eles do sol até a cerimonia começar. Mas valeu a pena, não acham?

Neste casamento tivemos ainda uma bicicleta com bouganvilles pink recepcionando os convidados (e dialogando esteticamente com o arco de flores da cerimônia), chinelos personalizados para os pés cansados dos convidados, bem casados enrolados dos em tecidinhos de todas as cores da festa, mini potinhos de mel feitos pela noiva, almofadinhas bordadas com a ID do casamento, uma ID LINDA e cheia de elementos que usamos por toda a festa, chuva de confetes de coração na saída dos noivos (combinando com o caminho de corações de papel), carrinho de madeira com saquinhos em kraft com a ID carimbada + rendilha de papel, recheados com nuts para os convidados saborearem antes da cerimônia, leques de madeira,…

 

 

 

 

Mas este post já está mais longo que a novela das 21h e preciso terminá-lo em algum momento. Prometo mais fotos  TRASNLUMBRANTES (a palavra não existe acho eu, mas estas fotos mereciam um adjetivo que eu ainda não conheço), com mais detalhes em um próximo post com o casamento em si e toda a sua alegria!
 

Para fechar este post preciso mostrar esta delicadeza que a Karen preparou. Um grande porta retrato nomeando e agradecendo cada um dos principais fornecedores! Como não amar? Tenho ou não tenho as melhores noivas do mundo?!

A gente inventa, pesquisa, e inventa mais um pouco, mas só conseguimos resultamos tão bons por encontrarmos excelentes fornecedores que não só topam cada maluquice como as transformam em uma realidade ainda mais bela!
 

Fotos: Marcelo Andrade
 

Decoração floral : D’Rosa Flores
 

Mobiliário: Mobel e Locare
 

Identidade Visual (ID): Meia Tigela
 

Doces: Flor de Açúcar
 

Bolos: Mariana Boll

 

Please reload

Posts Relacionados